sexta-feira, novembro 09, 2007

O vôo da gazela


O tanto para dizer me causou afônia, passei a
estenografar gestos que me vi fazer.

De onde vem a voz quando você fala sozinho?
Murmúrios de pensamentos na nuca...

As verdadeiras mensagens estão na pausa,
na tomada de fôlego, não na palavra.


Atenção...


Olhos + Ouvidos=

bocca chiusa

2 comentários:

Ciclone disse...

Lábia..
Até que enfim....
Se esta nuca for da Gazela que eu estou pensando.humm.humm....

Em meio a preces a cerviz cede e se encurva,
e a fronte deita na rudez da mão constrita.
De vez em quando o seu pescoço se recurva,
mostrando a face lagrimada e mais contrita

Assis de Mello disse...

Oi Dom,
De fuçando seu perfil no orkut, cheguei a este instigante blog.
Adorei.
Sou amigo da Clo.
Um beijo,
Chico (Assis de Mello)