quinta-feira, janeiro 31, 2008

Da liberdade


Li que os cargos diretores gravitam em torno daqueles que tem a segurança e liberdade de dizer o que pensam.

Um outro, dizia que liberdade é não ter vergonha de ser quem se é.

Sendo assim, qualquer hora dessas...

Um comentário:

Aldrwin disse...

Nem toda lógica é tão cartesiana, linear e reversível. O ponto de partida é válido, entretanto, ao conseguires alcançar o objetivo, perdes a liberdade inicial. Paradoxal, mas uma boa meta.

Aldrwin